Sitio da Camara Municipal de Lisboa

Festival de Arte Urbana de Lisboa

MURO LX 2021: O MURO QUE NOS (RE)ÚNE

Freguesia do Parque das Nações de 3 a 11 de Julho

Atlas, Mostra Alto o Mundo no seu Ombro, intervenção dos portuenses Colectivo RUA, em estreia enquanto colectivo no MURO LX_21.
(© Bruno Cunha | CML | DPC | 2021)

 

A 4.ª edição do MURO Festival de Arte Urbana LX_21, uma iniciativa da Câmara Municipal de Lisboa, tem lugar na freguesia do Parque das Nações, em pleno verão.

De 3 a 11 de julho, o MURO LX_21 vai, uma vez mais, celebrar a Arte Urbana na cidade de Lisboa. Queremos voltar ao espaço público e que as pessoas possam receber um conjunto grande de novas obras de novos artistas. Numa alusão ao espírito vivido na Expo’98, a introdução da arte urbana na esfera da arte pública, permite-nos criar ligações com os processos de pintura de graffiti e street art. Vamos receber artistas em estreia em Portugal, bem como alguns consagrados, onde vamos poder ter telas gigantes em pilares da Ponte Vasco da Gama, campos de basquetebol, empenas de prédios, atravessamentos pedonais e muros de comboio.

É nesta linha que o MURO LX_21 apresenta esta 4.ª edição com várias propostas de programação, entre os já habituais workshops, concertos e visitas a pé, e uma atividade inédita: a possibilidade de visitar as novas intervenções artísticas de arte urbana do MURO LX_21 de bicicleta. Uma novidade que chega em boa hora pois 2021 é o ano em que a cidade de Lisboa acolhe a Capital Europeia do Desporto.

 

Depois de passar pelas freguesias de Carnide (2016), Marvila (2017) e Lumiar (2019), e de ter trazido até estes territórios 157 artistas que criaram 112 peças de arte urbana em cerca de 17 mil m2, o MURO LX chega a três zonas do Parque das Nações com o mote O MURO QUE NOS (RE)ÚNE, uma reunião provocada pela força transformadora da arte urbana na nossa capital, que este ano fica marcada pela forte presença de artistas de graffiti.

 

 

Está tudo nos Olhos, intervenção do icónico e histórico artista londrino D*Face

(© Bruno Cunha | CML | DPC | 2021)

O núcleo da Multiculturalidade, no Casal dos Machados, interliga os conceitos de comunidade, nações, culturas e igualdade através de intervenções em empenas dos edifícios e muros. Nesta zona é já possível contemplar uma das duas intervenções que integram a 4.ª edição do MURO LX_21.

A primeira intervenção, terminada em novembro de 2020, é do icónico e histórico nome da street art mundial D*Face, o artista londrino celebrizado por ter aplicado a técnica de stickers associados ao grafitti e por ser assumidamente influenciado pela Pop Art. Com o título Está tudo nos olhos, D*Face criou um mural na Av. Aquilino Ribeiro Machado com personagens recorrentes das pinturas que tem criado por todo o mundo.

A segunda intervenção, terminada há dias, é dos portuenses Colectivo RUA - composto pelos artistas Contra, Draw, Fedor, Oker, The Caver e Third – que se estreiam enquanto colectivo nesta edição do MURO LX_21. O Colectivo RUA realizou a intervenção “Atlas, Mostra Alto o Mundo no seu Ombro” (Fernando Pessoa), numa empena da Rua Padre Joaquim Alves Correia, onde se reconhecem todos os géneros possíveis da arte urbana refletindo o multifacetado conjunto de artistas urbanos.

É também neste núcleo que a street artist australiana Vexta se estreia em Portugal e no festival, trazendo até este bairro o caleidoscópio psicadélico que reinterpreta com elementos sagrados dentro da cosmologia, mitologia, vida / morte e o feminino.

O núcleo da Sustentabilidade, na Av. de Pádua, vem dar relevo ao constante incremento de qualidade do ambiente e da vida em Lisboa, muitas vezes intermediado pelas artes. Nesta área será realizada uma intervenção que tirará partido da praceta, dos muros de suporte da linha de comboio para intervenção escultórica e do túnel de atravessamento pedonal e rodoviário com uma intervenção de iluminação. Para este núcleo está já confirmada a intervenção do artista português Bordallo II, conhecido internacionalmente pelas suas obras que usam como matéria prima principal o lixo, em jeito de manifesto universal contra a destruição do planeta.

O núcleo da Cultura Urbana, no Parque Tejo, vem realçar a força tão peculiar que o MURO LX_21 exerce como fator de reunião e de cruzamento através de uma forte presença do graffiti nos pilares e muro da Ponte Vaso da Gama, assim como nos campos de basquete a criar e no Skatepark. Dois graffiters com uma grande exposição internacional vão deixar as suas marcas no Parque Tejo: o writer português Odeith, conhecido mundialmente pelo efeito 3D que provoca nas suas obras através do recurso à ilusão de ótica, e a writer columbiana Zurik, reconhecida pelo jogo que cria entre o orgânico, o geométrico e os volumes do desenho técnico, e onde teremos 3 campos de street basket desenhados pelos Thunders Crew, onde está reunida uma galáxia de estrelas de graffiti nacional com nomes como Bray, Chure, I’m From Lisbon, Klit, Mar e Mosaik, no que se pretende ter o graffiti como força e presença motriz artística.

A estas três zonas, acrescenta-se a Gare do Oriente como ponto de reunião dos núcleos e das suas temáticas e como ponto de partida e de chegada de muitas das atividades propostas nesta edição do MURO LX_21. Teremos neste núcleo duas importantes exposições, uma a solo de Odeith com os seus objetos 3D, e uma retrospetiva da galeria Crack Kids, com uma exposição de serigrafias desde a criação de primeira loja da Montana no Bairro Alto até hoje com as várias exposições realizadas, e que muito contribuíram para a afirmação da arte urbana em Lisboa.

Para além da programação prevista, o MURO LX_21 convida artistas à participação com o lançamento de um concurso internacional. O concurso Artista MURO LX_21 convida artistas de todo o mundo a enviar propostas para intervir em duas empenas no Bairro Casal dos Machados, no núcleo da Multiculturalidade. As pessoas, as culturas, as nações e a riqueza da diversidade serão o mote para a apresentação de propostas de intervenção artística. As candidaturas estão abertas até 19 de maio às 23h59. Mais informações Opens external link in new windowaqui.

A programação completa do MURO LX_21, assim como a programação paralela do festival, serão anunciadas em junho.

O MURO Festival de Arte Urbana LX_21 é uma iniciativa da Galeria de Arte Urbana da Câmara Municipal de Lisboa, desenvolvida em parceria com a Junta de Freguesia do Parque das Nações e da Gebalis.


Para download:

Opens external link in new windowComunicado em word

Opens external link in new windowFotografias (© Bruno Cunha | CML | DPC | 2021)


Para assessoria de imprensa, entre em contacto:

Nádia Sales Grade | Wake Up! Comunicação

Opens window for sending emailnadiasalesgrade@wakeup.com.pt

 

Para questões sobre a OpenCall, entre em contacto:

Opens window for sending emailgau@cm-lisboa.pt

 

 

Siga o MURO LX_ 21 nas redes sociais